fbpx

Escritório compartilhado: como encontrar oportunidades para vender produtos?

escritório colaborativo

A popularidade dos escritórios compartilhados tem crescido nos últimos anos devido às mudanças na forma de trabalho. Os espaços se tornaram mais flexíveis em busca de se ajustar a essa nova realidade, além de se adequarem às pessoas, otimizando a funcionalidade e reduzindo custos com infraestrutura. E sem dúvidas, é uma excelente oportunidade para os comerciantes do setor mobiliário.

A adequação e renovação desses espaços geram grande procura por mobiliário funcional que possibilite diversas aplicações. Então, se você investir corretamente, pode conquistar grandes ganhos.

Quer saber mais? Continue lendo e tire todas as suas dúvidas sobre o escritório compartilhado.

O que são escritórios compartilhados?

Também conhecido pela expressão em inglês “coworking”, esse espaço de trabalho é compartilhado entre profissionais das mais variadas áreas com o objetivo de otimizar os recursos da empresa reduzindo os custos fixos (aluguel, manutenção, limpeza, entre outros). Além disso, é mais atrativo pois possibilita troca de experiências, networking, além da possibilidade de novas parcerias.

O escritório compartilhado também é opção ideal para empresas iniciantes, startups ou empreendedores individuais, visto que não demanda investimento inicial alto para adquirir mobiliário e equipamentos – em vez de enfrentar burocracia relacionada a contratos de aluguel ou compra de imóveis e seguros, os clientes alugam um espaço já equipado pelo tempo que utilizarem. Trata-se portanto de um serviço completo.

À medida que o modelo de trabalho é flexibilizado, a demanda por escritórios compartilhados têm crescido. Então, muitos empreendedores estão aproveitando esse aquecimento do mercado e montando ambientes diferenciados em locais de fácil acesso.

Para se destacar, no entanto, eles precisam elaborar ambientes inspiradores para conquistar um público cada vez maior. Então, como fornecedor de móveis, você precisa estar conectado a essa tendência e oferecer um catálogo variado, com todos os produtos que eles precisam.

Como esses espaços de coworking funcionam?

Cada escritório compartilhado opera com um modelo de pagamento. Em geral, é preciso fazer uma reserva dos espaços e pagar uma entrada, que pode ser devolvida em caso de cancelamento dentro do prazo.

coworkings que trabalham por hora, dia ou mês. Nessa última modalidade o contratante escolhe os ambientes e a quantidade de horas que irá utilizar naquele período. E o uso de espaços adicionais exigem reserva antecipada e podem até mesmo ter cobrança adicional.

Cada escritório compartilhado apresenta uma infraestrutura própria, que normalmente são divididos em:

  • uma sala principal ampla, com diversos móveis compartilhados e estações de trabalho — na maioria dos coworkings esse espaço é livre, isto é, não há divisórias e paredes separando as mesas e cadeiras. A divisão é feita com o uso inteligente dos móveis;
  • salas individuais para tarefas que demandam mais privacidade ou isolamento sonoro;
  • salas coletivas para a realização de reuniões de equipe que precisam de equipamentos para apresentação de dados;
  • auditórios com poltronas para a realização de exposições e palestras;
  • salas privativas, as quais apresentam telefones e outros equipamentos de comunicação para conversas e reuniões com conteúdo muito sensível, que não pode ser ouvido pelas demais pessoas do ambiente.

Quais são as vantagens de usar um escritório compartilhado?

Como dissemos, esse tipo de ambiente oferece diversos benefícios. Vejamos os principais deles!

Custo-benefício

Como não é preciso investir em infraestrutura: o investimento inicial se resume à assinatura ou o aluguel pelas horas utilizadas. Além disso, todos os custos com o espaço são divididos entre os diversos usuários, o que o torna mais baixo e atraente.

Estações flexíveis de trabalho

Os melhores coworkings são estruturados de acordo com as práticas mais modernas de arquitetura corporativa. Desse modo, eles geralmente contam com diversos ambientes diferenciados, como áreas de convivência, “salas de estar” e copas amplas. O colaborador poderá transitar por esses locais quando precisar renovar as energias — momentos de descompressão aliviam a tensão e melhoram a produtividade. Poderá também utilizar os sofás para trabalhar por algumas horas, por exemplo.

Networking

O escritório compartilhado possibilita maior interação entre as pessoas – o que pode favorecer a troca de ideias, novas formas de abordar problemas e criar soluções, e também a possibilidade de novos negócios.

De uma conversa informal podem surgir novos contratos, captar clientes em potencial, encontrar novos talentos e também trazer reconhecimento à marca.

Escalabilidade

Caso uma empresa cresça e precise de mais espaço, é possível contratar mais espaço no coworking. Isso permite que o foco continue nas principais atividades, sem precisar se preocupar com as alteações estruturais ou altos custos de reforma.

Quais são as oportunidades de vendas oferecidas pelo coworking?

Até aqui vimos as principais vantagens que os espaços compartilhados oferecem. Diante disso é possível que você avalie as possibilidades de aplicação do mobiliário corporativo para poder oferecer produtos multifuncionais, que facilitem a colaboração e estimulem a sociabilidade.

Separamos abaixo as principais oportunidades que os espaços compartilhados podem oferecer para você vender seus produtos:

Clientes fiéis

Os donos de coworkings são clientes extramente fiéis, por diversos motivos. Como precisam manter a identidade visual dos espaços para vender o serviço, eles vão preferir comprar produtos de um mesmo catálogo, em vez de mudar de fornecedor. Além disso, móveis funcionais, de alta qualidade, que seguem as principais tendências atuais são difíceis de encontrar. Logo, quando você oferece esse diferencial, associado a um bom suporte. Dessa forma, a fidelização é praticamente certa.

Vendas diversificadas

Os clientes desse tipo de escritório demandam ambientes diferenciados e completos. É preciso oferecer mobiliário desde copas até áreas de convivência, por exemplo. Para o revendedor de móveis, isso é uma oportunidade única para vender diversos itens do seu catálogo, como sofás, mesas e cadeiras multifuncionais, estações de trabalho, poltronas, entre outros.

No entanto, você precisa contar com produtos inovadores, de alto custo-benefício e que sejam voltados para ambientes colaborativos. Para isso, invista em peças com design diferenciado e ergonômicos, diversidade de cores e multifuncionais, que possam se adaptar à diferentes locais!

Agora, com todas essas informações, você consegue entender melhor as necessidades dos seus clientes de escritório compartilhado e oferecer o mobiliário mais indicado para eles. A partir disso, você conquistará um cliente fiel com uma demanda alta e constante por novos móveis.

E aí, gostou da leitura? Deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *